Concurso interno de logotipo para Mostra Cultural

Nossas crianças investiram a meia hora final de 3 aulas trabalhando na produção de desenhos para concorrer ao concurso de logotipo para a XIII Mostra Cultural de Paraisópolis, com o tema “Matemática, caminho para descobertas”.. Produziram 51 desenhos, sendo 9 deles elaborados pelos pequenos (4 a 6 anos) e 42 pelas crianças maiores (7 a 15 anos). Seguiram direitinho as regras do concurso: máximo de 4 cores, desenho A4 em formato paisagem. Dada a qualidade dos desenhos produzidos, o júri (Monica e André G.) teve bastante dificuldade na seleção – páreo duro! Veja os nomes dos finalistas, que serão levados ao concurso geral de Paraisópolis em 7/jun/18 no CEU Paraisópolis:

Categoria 5 a 6 a (“pequenos”):

1o lugar: José Augusto de Lima Conceição

2o lugar: Yasmin Belizário da Silva

3o lugar: Ana Vitória Dias dos Santos

Categoria 7 a 15 a (“grandes”):

1o lugar: Denise Bezerra da Silva

2o lugar: Mabel Yasmin Bezerra da Silva

3o lugar: Andreza Santana Silva

Surpreendente a maturidade das crianças quando o resultado foi divulgado! Apesar de muita vontade de ter seu trabalho reconhecido, nada de choro entre aqueles que não ficaram entre os finalistas…. Ana Paula vai preservar com carinho todos os desenhos produzidos, que serão exibidos numa sala especial na XIII Mostra Cultural no CEU Paraisópolis em 15/set/18. (M.A.F.M.)

Passeio das Mães ao Sitio Dois Córregos (Itupeva, SP)

Bom dia gente! Agradeço imensamente a Casa da Amizade  pela oportunidade de participar com vocês desse dia maravilhoso… Em especial a Monica que tanto esforço faz para que tudo isso aconteça de forma agradável para todos… Foi lindo ver no olhar de cada mãe a satisfação de todas. A Pati pelo apoio na contratação do ônibus.  E sem deixar de agradecer também o grande apoio da Del para que possamos acertar nos mínimos detalhes… Beth e Dalila o nosso muito obrigada por vocês terem passado horas e horas naquela churrasqueira preparando as carnes para nosso almoço.  Estava uma delícia! Quitéria e Rafael a presença de vocês foi importante e especial e obrigada pelo apoio na hora do bingo… Bom domingo a todos! (A.P.Q.S.)

previous arrow
next arrow
Slider

Aulão de yoga para mães

Além da ansiedade das mães, o dia começou muito bem com o tempo: sol e um céu lindo de azul. Foi uma aula maravilhosa e muito bem preparada por nossa querida ex-professora (e parceira!) que até eu me joguei. As mães adoraram a aula – algumas não conheciam, outras já conheciam e nunca fizeram. Isso com certeza só agregou mais para o conhecimento de todos ali presentes. Foi explicada a técnica e fizemos a prática. No final da aula, a Thais sorteou um tapete para yoga e a sortuda da vez foi a aluna Lindalva que amou e irá praticar em casa o que aprendeu. (R.R.)

Oficina infantil: mel

Todo mundo acha que mel é gostoso e muita gente sabe de suas propriedades medicinais. Mas bem poucos conhecem como ele é produzido. As crianças acharam muito curioso o fato das abelhas operarias retirarem o néctar de flores e “regurgitarem” na colmeia! Do consumo de mel a conversa rolou para o consumo de açúcar; cada participante avaliou quantos kg de açúcar a família compra por mês e como isto se compara com a média brasileira. Doce mesmo foi o brinde de balas de mel embrulhadas na palha….(M.A.F.M.)

Passeio à Sala São Paulo – OSESP

A sala de concertos estava lotada com crianças de escolas públicas de muitas regiões da cidade de SP. Por cortesia da Fundação Via Varejo – FVV (transporte, ingressos e lanche!), através da União de Moradores, Paraisópolis esteve representada por 3 instituições no Projeto Conhecendo a Orquestra: Casa da Amizade (15 pre-adolescentes e 4 monitores), ProSaber e Biblioteca BECEI. Na abertura do concerto uma educadora da Sala SP (responsável pelas visitas guiadas) subiu ao palco e apresentou muito didaticamente as principais características da sala de concerto (uma das 10 melhores do mundo); demonstrou partes do teto que sobem para alterar o volume da sala e produzir melhor acústica para diferentes tipos de evento, desde pequenos corais até grandes orquestras (similar às catedrais da Idade Média!). Mostrou o elevador do fosso da orquestra e da arquibancada de fundo e demonstrou que a acústica é tão eficiente a ponto dela poder falar sem microfone e ser ouvida em todas as partes do teatro! Explicou o fato da Sala SP ser uma antiga estação de trem da década de 1930 (Estação Júlio Prestes da Sorocabana), erguida pelos ingleses quase 100 anos atrás. Comentou que o local da sala de concerto antigamente não tinha teto – era um jardim central com grandes palmeiras que foram transplantadas na época da construção. O concerto foi da OSESP Jovem sob batuta de um regente super jovem e o repertório incluiu 3 clássicos (Haendel, Mozart) e 3 trilhas sonoras de filmes populares (Piratas do Caribe, Indiana Jones e Star Wars). Passeio muito bacana e bem diferente.

Evento RaeMP: 30 Mentes Diferentes

A agência de publicidade RaeMP resolveu comemorar seus 30 anos de atividade com uma ação sui generis, doando aquilo que fazem como oficio para dar luz a 30 ONGs de pequeno/médio porte. “Selecionamos 30 mentes diferentes que através de seus ímpetos idealizaram e colocaram em pé não só idéias mas também a vocação altruísta em seu mais alto nível. São verdadeiros seres humanos que dispuseram do seu tempo, energia e recursos em prol do próximo”, disse o casal de diretores da RaeMP Marcelo e Cristina Ponzoni. Helvio Mation, fundador da Casa da Amizade, teve a alegria de ser entrevistado como uma das Mentes Diferentes, na honrosa companhia de outras ONGs de grande valor. Vale a pena conferir o áudio.       https://youtu.be/4Uxc2E3BiXI

Obrigada pelo carinho, Marcelo e Cristina!

Oficina infantil: Páscoa

Nesta oficina a atividade principal foi desenvolver o jogo chamado Mancala, com objetivo de estimular as crianças a desenvolverem um raciocínio lógico e utilizarem o que sabem sobre matemática. A oficina teve início com uma explicação sobre a história do jogo, em seguida as regras, e posteriormente foram esclarecidas as dúvidas que surgiram. Após as explicações, cada criança decorou seu tabuleiro, sendo que estes tabuleiros foram confeccionados com caixas de ovos e as peças do jogo foram representadas com grãos de feijão. Ao iniciar o jogo as crianças demonstraram muito interesse e com o tempo foram pensando em estratégias possíveis para ganhar o jogo. Até mesmo trocaram as duplas, com a intenção de formar duplas com os vencedores e outras duplas com quem perdeu a primeira rodada. (I.M./F.R.O)

Oficina infantil: que número eu sou?

Quem nunca jogou vale a pena experimentar em duplas, usando uma espécie de cartela de bingo em cada rodada. Faça um pequeno “baralho” de números (por exemplo 16 cartas com números de 4 ou 5 ou 6 dígitos). Selecione uma e coloque na testa faceando seu adversário (você não pode ver!). Seu adversário faz o mesmo. Intercaladamente facam perguntas sobre o número na sua testa mas as respostas só podem ser “sim” ou “não”. A cada resposta obtida vá refletindo sobre quais números de sua cartela poderiam ser descartados. Ganha quem descobrir primeiro qual o número colado em sua testa. Parece fácil? Experimente – não é! (M.A.F.M.)