O que estamos fazendo durante a crise do COVID-19

Obrigada, leitor, por se interessar pela situação de nossa ONG e público atendido em Paraisópolis. A crise pandemica realmente é muito grave e exige respostas rápidas para situações fora do radar anterior. O distanciamento social é um desafio ainda maior em áreas vulneráveis como a do Grotão, com moradias precárias (media 26 m2/moradia, pouca ventilação) e alta densidade populacional.

Iniciativas em curso para enfrentamento da crise do COVID-19:

– a partir de 19/mar/20 a Casa da Amizade suspendeu temporiamente as operações de atendimento público. A equipe de educadores passou a trabalhar remotamente em casa por tempo indeterminado. 

– educadores e gestores foram rapidamente capacitados para usar a ferramenta zoom em reuniões virtuais diárias e continuaram à disposição dos alunos, famílias e parceiros através de whatsapp, email e outras ferramentas digitais. 

– os educadores estão semanalmente contatando cada familia dos alunos por telefone para oferecer acolhimento e saber como estão do ponto de vista físico, mental e econômico, bem como orientar sobre os cuidados pessoais e sobre os mecanismos de inclusão nos programas de apoio governamental onde aplicável.

– as mães estão recebendo semanalmente por whattsup sugestões de atividades a serem executadas com as crianças em casa, tendo em mente que os espaços são exiguos

– aulas semanais de dança para mães/jovens e inglês on line para os educadores estão em curso de forma piloto, apesar da qualidade precária da internet acessivel à maioria dos alunos nos celulares, já que a maioria das familias não tem computador.

– através do Forum Multientidades de Paraisópolis, nossas crianças/jovens estão sendo envolvidas em um esforço comunitário para gerar desenhos e cartinhas endereçadas aos profissionais de saúde que atuam no território, como expressão do reconhecimento pelo trabalho heróico

– monitoramento diário do cenário local da pandemia e articulação com outras instituições que atuam no território, incluindo os equipamentos públicos de saúde e assistência social (Unidades Básicas de Saúde, AMA, Supervisão de Assistencia Social); o objetivo mais imediato é apoiar na consolidação do mapeamento da comunidade e estabelecer sinergia nas iniciativas de minimizar os impactos negativos locais da pandemia   

– na 6a 3/abr/20 100 cestas de alimentos e produtos de higiene, adquiridas de comerciante próximo à Casa da Amizade (para estimular economia local) foram distribuídas às famílias de nossos alunos, acompanhadas por ovinhos de Páscoa,  A equipe de educadores e voluntários se esforçou muito! 

Temos fé de que a crise vai passar e encorajamos todos os moradores a respeitar rigorosamente as orientações das autoridades de saúde.

Cuidem-se!

Monica Mation (presidente)

#fiqueemcasa#

previous arrow
next arrow
Slider