Todas as manhãs de sábado, centenas de crianças esperam para tomar o lanche. Para evitar bagunça e brigas, elas cantam músicas que foram criadas lá na Casa da Amizade. Desta forma, além da diversão conseguem também a organização.


Marcha criança, cabeça de esperança...
Pão, manteiga e vitamina, pro menino e pra menina.
Os baixinhos vão lá na frente,
Os grandões vão lá atrás,
É assim que gente aprende,
Como é que se vive em paz.


O cravo beijou a rosa,
Debaixo de uma sacada,
O cravo saiu animado
E a rosa esperançosa.

O cravo ficou contente,
A rosa foi visitar,
O cravo viu diferente,
A rosa, que pôs-se a amar.


Ajuda sua mãe,
Ajuda a professora,
Ajuda seus irmãos,
Varre a casa com a vassoura

Ajuda o seu pai,
Ajuda os mais fracos,
Ajuda os que caem,
Lá no fundo do buraco.


Boi boi boi,
Boi da cara preta,
Vai levar um susto,
Vai ficar com a cara branca.

Boi boi boi,
Boi da cara branca,
Vamos lá na praça,
Prá brincar como criança.

Boi boi boi,
Boi da cara branca,
Vai levar outro susto,
Vai ficar com a cara preta.

Boi boi boi,
Boi da cara preta,
Vamos passear,
De bicicleta e lambreta.


Não atirei o pau no gato,
Foi Deus do céu,
Quem me ensinoou,
Tem de seeeer,
Bem amigooooo,
As crianças, os papais,
Os vizinhos e os animais.
...
Miau, cocorocó, piu piu, au au.


Capelinha de melãooo,
É de São Joãooo,
É de cravooo,
É de rosaaa,
É de manjericão.

São João, está dormindo,
Não acorda não,
Acordai, acordai,
Acordai João.


Palma, palma, palma,
Pé, pé, pé,
Palma, palma, palma,
Caranguejo peixe éééé.

Caranguejo não é peixe,
Caranguejo peixe éééé,
Caranguejo só é peixe,
Na subida da maréééé.


O balão vai subindo,
Vem caindo a garoa,
O céu é tão lindo,
A noite é tão boa.

São João, São João,
Acende a fogueira,
No seu coração.


A canoa virou,
Por deixar ela virar,
Foi por causa da(o) <nome da criança>,
Que não soube remar.

Se eu fosse um peixinho,
E soubesse nadar,
Eu tirava a(o) <nome da criança>,
Lá do fundo do mar.